Avaliação estrutural de passarelas e pontes no Noroeste Fluminense marca o início do Programa Caminho Seguro

Técnicos do Instituto Estadual de Engenharia e Arquitetura (IEEA), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras (Seinfra), finalizaram a avaliação de pontes, viadutos e passarelas nos municípios de Porciúncula e Natividade, no Noroeste Fluminense. A ação, que faz parte do Programa Caminho Seguro, atendeu a demanda de políticos e representantes dos municípios, após as chuvas fortes que causaram inundação nas duas cidades.
Na avaliação dos engenheiros, visualmente as obras de artes especiais não apresentam, grandes problemas estruturais que demandem suas interdições. Entretanto, se faz urgente a retirada dos detritos que se prenderam nas estruturas ocasionando uma sobrecarga extra que não foi levada em consideração no cálculo estrutural das mesmas. Esse olhar, garantiu o presidente do IEEA, Guilherme Fonseca Cardoso, irá manter essas estruturas em boas condições de operação, evitando o aparecimento de problemas que demandam maiores custos aos cofres públicos.
– A vistoria preventiva, quando executada corretamente, reduz custos de manutenção e amplia a vida útil das estruturas, além de evitar, no caso de algum colapso da estrutura, a interdição de vias, o que traz enormes transtornos para o transporte de pessoas e cargas.” – explica Cardoso.
Os especialistas elencaram uma série de recomendações tais como: planejamento criterioso para efetuar as recuperações e restaurações de todos os elementos que apresentam corrosão em suas armaduras e nos perfis metálicos que compõem suas estruturas; e recuperação de todos os pontos que apresentam fuga de materiais, de modo a restaurar a estabilidade dos aterros de acesso.
– Recomendamos que futuramente as passarelas executadas em estrutura metálica em treliça, sejam feitas de modo invertido, isto é, as treliças ficarão acima do tabuleiro deste modo aumenta-se o vão sobre o corpo hídrico diminuindo a possibilidade de retenção de detritos no caso de aumento do nível do rio – diz o engenheiro Jorge Soares, responsável pelas inspeções.
Para o secretário Bruno Kazuhiro, o Programa Caminho Seguro é essencial para que os municípios não fiquem ilhados em futuros eventos climáticos. Trata-se de uma ação preventiva que vai dar mais segurança à população fluminense e que se conecta com as determinações do governador Cláudio Castro de atenção a todas as cidades do estado.
– A prevenção é muito importante, principalmente nessa área de serra porque as chuvas costumam causar tragédias. Essa vistoria prévia de pontes, passarelas e encostas permitirá ações pontuais que poderão evitar tragédias no futuro – conclui Bruno Kazuhiro.
Fonte: Núcleo de Comunicação do Interior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Error