Consulta pública quer opiniões para mudanças na produção de cachaça

Por Com supervisão de Bianca Paiva, Luísa Câmara estagiária da Rádio Nacional – Brasília

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento quer saber a opinião dos brasileiros sobre o processo de produção da cachaça no país. O modo de fabricar a bebida vai passar por algumas mudanças nos padrões de rotulagem e no processo de maturação e acondicionamento.

Uma consulta pública está aberta para a participação de toda a sociedade entre consumidores, produtores e comerciantes do destilado. O Coordenador de Regulamentação de Vinhos e Bebidas, do Ministério da Agricultura, Marlos Vicenzi, explica que a cachaça é reconhecida por ser produzida no Brasil.

De acordo com Carlos Lima, diretor executivo do Ibrac, Instituto Brasileiro da Cachaça, a normas precisam ser atualizadas para acompanhar as mudanças na produção da bebida.

Para preencher a consulta pública do Ministério da Agricultura, o interessado em participar precisará antes fazer um cadastro, informando dados como nome completo, CPF, RG, endereço e e-mail.

Comentários e sugestões sobre as alterações podem ser feitos até o dia 13 de setembro, por meio do Sistema de Monitoramento de Atos Normativos, disponível no site do Ministério da Agricultura, na opção SISMAN.

A cachaça tem 500 anos de história e surgiu quando os portugueses trouxeram ao Brasil a cana-de-açúcar e as técnicas de destilação. Segundo o Ibrac, uma das explicações para a origem da bebida é a de que durante a fervura de garapa, surgia uma espuma que era retirada e jogada nos cochos para servir de alimento aos animais. O produto fermentava e se transformava num caldo que parecia revigorar os animais. Os escravos, vendo os animais consumirem aquele caldo, decidiram experimentá-lo, chegando até o paladar dos portugueses.

Edição: Bianca Paiva/ Beatriz Arcoverde

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Error