Ex-líder de torcida é encontrada morta após denunciar ex-colega de trabalho

A obsessão teria começado depois que a moça foi gentil com o suposto assassino no dia em que ele foi demitido

Celeste Manno, de 23 anos, foi encontrada morta com sinais de facada dentro da casa onde morava, em Melbourne, na Austrália. Ela, que era ex-líder de torcida, havia feito uma denuncia sobre um ex-colega de trabalho, que a perseguia. De acordo com a denúncia, o homem estaria obcecado por ela.

A obsessão teria começado depois que a moça foi gentil com o suposto assassino no dia em que ele foi demitido, segundo o site UOL.

O suspeito arrombou a janela da casa de Celeste, na madrugada de segunda-feira (16), de acordo com o Sydney Morning Herald. Segundo testemunhas, um carro de cor escura foi visto saindo do local.

O irmão de Celeste, Alessandro, contou que tudo teria começado quando o homem mandou uma mensagem para a jovem no Instagram. Mesmo a jovem deixar claro que não queria se relacionar com o homem, ele insistiu e ela acabou bloqueando ele na rede social. Ainda de acordo com o irmão da vítima, mesmo bloqueado, o homem criou várias contas nas redes sociais para tentar se comunicar com a jovem.

De acordo com o site UOL, o homem apontado pela família como assassino se entregou às autoridades e o carro dele está sendo examinado. Uma investigação está em andamento e ele está atualmente sob custódia policia dentro de um hospital, com ferimentos não especificados, e ainda não foi formalmente acusado.

Os irmãos de Celeste e o namorado dela, fizeram homenagens a jovem na frente da casa onde ela foi morta.

 

Redação Folha Vitória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *