Governadores assinam carta com reivindicações ao Governo e afirmam que vão continuar seguindo protocolos da OMS

No documento, os chefes de estados enfatizaram que a doença é um adversário a ser vencido com bom senso, empatia e equilíbrio.

Após reunião por vídeoconferência, realizada na tarde desta quarta-feira (25), o governador Renato Casagrande e os outros 26 governadores do País, divulgaram uma carta sobre os assuntos debatidos a respeito do enfrentamento do Novo Coronavírus no Brasil.

A reunião contou com a participação do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e teve somente uma ausência: Ibaneis Rocha (MDB), governador do Distrito Federal.

Na carta, os chefes de estados enfatizaram que a doença é um adversário a ser vencido com bom senso, empatia, equilíbrio e união. “A nossa decisão prioritária é a de cuidar da vida das pessoas, não esquecendo da responsabilidade de administrar a economia”, diz um trecho do documento.

Os governadores listaram os pedidos feitos ao governo federal para impedir o avanço do Covid-19 no Brasil.

Entre os pontos, eles pedem: a suspensão, pelo período de 12 meses, do pagamento da dívida dos Estados com a União, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, e organismos internacionais como Banco Mundial e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID);

“Adoção de outras políticas emergenciais capazes de mitigar os efeitos da crise sobre as parcelas mais  pobres da população;”

“Apoio do governo federal no tocante à aquisição de equipamentos e insumos necessários à preparação de leitos, assistência da população e proteção dos profissionais de saúde.”

Por fim, os governadores pediram a união de Bolsonaro com os Estados na luta contra a crise do Coronavírus e seus impactos humanitários e econômicos.

Redação Folha Vitória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: