Idoso de 75 anos é indiciado por ato libidinoso na frente de criança de seis anos no ES

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), indiciou, nessa quarta-feira (18), um idoso de 75 anos por ato libidinoso na presença de uma criança de seis anos. O crime aconteceu em via pública, no dia 16 de setembro, no município de Vitória, enquanto a criança brincava no quintal dentro de casa.

Segundo o adjunto da DPCA, delegado Diego Bermond, o crime foi comunicado por meio de denúncia formal na unidade, “O idoso estava passando em via pública, quando avistou uma criança brincando no quintal. Eles iniciaram uma conversa e o idoso pediu para que a criança abrisse as pernas. Também foi identificado que ele se tocou na presença da criança” contou Bermond.

O crime foi registrado por meio de câmeras de videomonitoramento. “O indiciado, que tem vários antecedentes criminais por diversos delitos sexuais, inclusive contra crianças, foi indiciado pelo ilícito penal previsto no artigo 218-A, do Código Penal. O procedimento foi submetido à análise do Ministério Público e Poder Judiciário”, disse o delegado.

De acordo com a autoridade policial, o suspeito, em princípio, negou os fatos. “Ele negou ter se encontrado com essa criança, mas, após mostrarmos essas imagens, ele admitiu ter encontrado a criança, porém que não teria pedido nenhum tipo de ato para a criança. Mas, para a polícia está bem claro que ele praticou esse delito”, acrescentou Bermond.

Ainda de acordo com o delegado, foi solicitado medida protetiva de urgência para a vítima, entre outras providências, a proibição de aproximação do agressor em relação à vítima e seus familiares. O idoso responde ao processo em liberdade.

O delegado Diego Bermond ressaltou a importância de os pais estarem atentos à rotina das crianças, estar próximo e identificar comportamento diferentes em determinadas situações. “A denúncia para esse tipo de crime dever ser feito imediato, por meio do Disque-Denúncia, em uma delegacia próxima de sua casa, mas preferencialmente na unidade da DPCA”, informou o delegado.

*Assessoria Polícia Civil

Fonte: Aqui Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *