OMS diz ainda não ter provas sobre origem da epidemia de covid-19

Por Silvano Mendes e Paloma Varon, Rádio França Internacional – Paris

 

A transmissão do coronavírus de um primeiro animal e depois de um segundo antes da contaminação para humanos é a hipótese “mais provável” para explicar o início da epidemia de Covid-19, disse um especialista da Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta terça-feira (9), ao término de uma missão conjunta de cientistas da entidade e da China em Wuhan. Os pesquisadores, entretanto, não conseguiram identificar que animal está na origem do coronavírus.

Esta hipótese requer “pesquisas mais específicas e direcionadas”, afirmou em entrevista coletiva Peter Ben Embarek, chefe da delegação da OMS que acaba de conduzir a investigação na cidade chinesa, considerada o berço da epidemia, no centro do país.

Não há evidências suficientes para determinar que a Covid-19 estava se disseminando no centro de Wuhan antes de dezembro de 2019, afirmou a missão.

A OMS disse também que considera “extremamente improvável” que a Covid-19 se deva a um erro de laboratório.  “Na verdade, não faz parte das hipóteses que sugerimos para estudos futuros”, acrescentou Embarek, minimizando uma declaração do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, que acusou o Instituto de Virologia de Wuhan de ter deixado o vírus escapar, de forma consciente ou não.

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Error