PC fecha farmácia clandestina em Mimoso do Sul; remédios eram desviados de unidade básica em Itapemirim

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Mimoso do Sul, fechou nesta quarta-feira (9), uma farmácia clandestina no município. A operação foi coordenada pelo delegado Rômulo Carvalho Neto, com apoio da Vigilância Sanitária de Mimoso do Sul e do Conselho Regional de Farmácia.

O estabelecimento funcionava em São José das Torres, distrito de Mimoso do Sul. O proprietário W.F.O, de 38 anos, foi preso no local.

De acordo com Neto, a farmácia não tinha alvará de funcionamento, nem sanitário, nem farmacêutico. “Foi encontrado no local, medicamentos vencidos e expostos à venda, psicotrópicos e medicamentos de venda proibida, por serem comercializados apenas com o setor público, nesse caso tendo sido apurado que haviam sido desviados de uma farmácia básica, que fica ao lado do Hospital Menino Jesus, e pertence à Prefeitura de Itapemirim”, contou.

O delegado informou que o suspeito também será investigado por falsificação de documentos, tendo em vista que falsificou um alvará sanitário da Vigilância Sanitária de Mimoso do Sul/ES, expedido para uma farmácia que era de seu irmão e funcionava no local da operação de hoje, com o fim de comprar medicamentos e abrir uma outra farmácia irregular na localidade de Gomes, em Itapemirim.

W.F.O foi autuado pelo crime de tráfico de drogas, crime contra as relações de consumo e exercício irregular da profissão de farmacêutico. Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Cachoeiro de Itapemirim (CDP-CI) e também será investigado por peculato por ter desviado medicamentos da farmácia pública em conjunto com seu irmão, o qual segundo W.F.O, é farmacêutico da unidade e o auxiliou na subtração dos medicamentos.

Fonte: Aqui Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *