Projeto “Bombeiros do Futuro” em Guaçuí realiza formatura da 5ª turma

Foi realizada, na noite desta segunda-feira (8), a formatura da 5ª turma do projeto “Bombeiros do Futuro”, na sede da 2ª Companhia do 3º Batalhão de Corpo de Bombeiros, em Guaçuí. O município é o único no Estado onde a iniciativa é realizada, numa parceria entre o Corpo de Bombeiros e a Prefeitura de Guaçuí, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme).

A solenidade contou com a presença dos padrinhos, pais e responsáveis, além de autoridades civis e militares, que fizeram a entrega dos certificados de conclusão para os 40 formandos. Durante 14 semanas, começando no dia 10 de setembro, eles receberam aulas em ambiente interno e aulas externas ministradas pelos monitores tenente José, tenente Fraga, sargento Borges, cabo Kleber, cabo Edmar e soldado Leonardo; de educação física; primeiros socorros; combate a incêndios; salvamento e defesa civil.

O curso contou, também, com o apoio da Policia Militar, nas disciplinas de ética e cidadania (uso de drogas ilícitas) e educação ambiental (importância da preservação), assim como do Parque Estadual Cachoeira da Fumaça, onde aconteceram aulas sobre biomas da Mata Atlântica e importância da preservação da fauna e flora.

O secretário municipal interino de Educação, Liomar Luciano de Oliveira – Mazinho, enfatizou a importância do projeto que está trazendo muitos benefícios para as crianças e adolescentes de Guaçuí, assim como para suas famílias. “São trabalhados aspectos da formação da pessoa humana, de adultos melhores e preparados para a vida e a possibilidade de um mundo melhor”, afirma.

A solenidade ainda contou com a presença do comandante do 3° Batalhão do Corpo de Bombeiros, em Cachoeiro de Itapemirim, tenente coronel Hebert de Carvalho, e o comandante da 2ª Companhia de Guaçuí, tenente José Guilherme Boechat.

Projeto

O “Bombeiros do Futuro” é um projeto sócio-educacional de integração escolar que, neste 5º módulo, atendeu crianças e adolescentes – de ambos os sexos, com idade entre 9 e 14 anos. A Secretaria Municipal de Educação fornece os uniformes, apostilas, alimentação e transporte para o funcionamento do projeto, onde as crianças e adolescentes, na sua maioria, próximos da situação de risco social, tiveram aulas três vezes por semana, com duração de duas horas e meia. Cada módulo ou grupo de alunos participa do projeto por um período de quatro meses.

Fonte: Aqui Noticias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: