Variante brasileira da covid-19 predomina no Rio de Janeiro

Conclusão é de estudo da Secretaria de Saúde do estado

 

A variante brasileira da covid-19, batizada de P1, predomina no Rio de Janeiro. A conclusão é de um estudo da Secretaria de Estado de Saúde. Financiado pela Faperj, Fundação de Amparo à Pesquisa, o trabalho colheu amostras de pacientes com sintomas da infecção entre os dias 24 e 28 de março. As análises confirmaram a circulação de outras cepas, com predominância atual da P1.

O estudo, que busca entender mais sobre as mutações sofridas pelo Sars-CoV-2, é um dos maiores na área de sequenciamento do vírus no país. Na primeira etapa foram investigadas 90 amostras, mas, nos próximos seis meses, a expectativa é aumentar esse número, chegando ao fim desse período ao total de 4,8 mil análises.

O novo estudo resulta de um sequenciamento genético de última geração, com dados captados em 17 municípios de todas as regiões do estado. Nos dados analisados, a linhagem P1, que teve maior frequência, foi identificada em 94,44% das amostras, e em todas as regiões do estado.

Nas regiões Metropolitana, Centro e Norte, a prevalência dessa variante alcançou 100%. Já a P2 foi identificada nas regiões Sul e Baixada Litorânea, e a B.1.1.7, nas regiões Médio Paraíba e Noroeste do estado.

O secretário de Saúde, Carlos Alberto Chaves, destacou que as áreas técnicas da pasta têm monitorado constantemente todos os dados relacionados à covid-19 para o acompanhamento epidemiológico da doença.

De acordo com a secretaria, além desse estudo, há outros dois sequenciamentos em andamento com amostras do estado do Rio de Janeiro, realizados pela Fiocruz e o Ministério da Saúde. Juntos, eles já analisaram 287 amostras desde fevereiro. As conclusões também indicam prevalência da variante P1 nesses sequenciamentos.

Edição: Vitória Elizabeth/ Sumaia Villela

Por Lígia Souto – Repórter da Rádio Nacional – Rio de Janeiro

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Error