Witzel pode ser afastado já no fim de julho

Rodrigo Bacellar, relator do processo de impeachment de Wilson Witzel, quer começar a contar o prazo de sessões para votar o impedimento do governador a partir da próxima semana.

Com isso, como a Alerj não terá recesso em julho, a eventual saída de Witzel, caso os deputados votem pelo impeachment, ocorreria já no fim de julho.

Seria na sequência instaurado um tribunal, a ser comandado pelo presidente do TJ do Rio.

O tribunal seria formado por cinco deputados e cinco desembargadores — três do Órgão Especial, um que tenha chegado a desembargador do quinto constitucional pelo Ministério Público e outro do quinto constitucional pela OAB.

 

Fonte: Época

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: